As mulheres que marcaram a história do surf

mulheres que marcaram a história do surf

Durante o século de vida que mais ou menos tem o surf, inúmeras mulheres têm praticado este desporto tão emocionante. Por isso, nós acreditamos que é justo dar crédito a estas pioneiras que, num momento em que as mulheres não tinham fácil acesso a qualquer actividade social, apostaram no surf e conseguiram mudá-lo.

Nos últimos anos, tem crescido muito a presença das mulheres em lugares ao redor do mundo, reivindicando o seu lugar na história deste desporto que, como em todos, num primeiro momento era considerado uma actividade meramente masculina.

Foi nos anos 60 do século passado, quando se começou a ver mulheres carregadas com as suas pranchas de surf em algumas praias do mundo. Naqueles tempos tiveram de suportar muitas críticas dos homens com quem partilhavam as ondas. Não foi fácil, mas o seu amor de surf superou as convenções sociais. Deste modo, elas começaram a mudar a história do mundo e, especialmente, do lugar da mulher nos desportos.

Estas pioneiras tiveram muitas sucessoras muito valiosas nos cinco continentes. Surfistas que mantiveram esse espírito e que procuraram aperfeiçoar o surf, tanto no campo amador e profissional.

Neste blog, queremos fazer referência a sua importância no mundo do surf e fazer de elas um exemplo de superação. Nós temos aprendido com elas e graças ao seu esforço agora podemos apreciar as atletas de hoje.

Seria injusto fazer uma lista de todas as mulheres surfistas…. Com certeza, teríamos de ser obrigados a deixar algumas fora. Em muitos casos, os nomes destas mulheres são anónimos e têm escrito em silêncio uma página na história do surf.

Desde o blog DiveSpot queremos recomendar o filme “The Women and The Waves”, que conta a história de algumas destas mulheres. São mulheres de diferentes idades e de diferentes partes do mundo que viveram diferentes eras da história do surf.